Recursos para a Educação em Ciências
    Banca da Ciência | Experimentoteca | Mão na Massa
 

Duração do Dia e da Noite

Ana Paula N. Camillo, Fabia A. Lino, Jessé Felix, Washington G. Pereira

Clique para ampliar

Resumo

Atividade experimental para a compreensão das diferentes durações do período diurno e noturno em diversos pontos do globo terrestre, utilizando uma fonte de luz e uma bola de isopor para representação da Terra.

Clique para ampliar
Figura 1 - Foto Ilustrativa do Experimento

Noções Científicas

Rotação: A rotação da Terra é o movimento circular que a Terra realiza ao redor do seu eixo, no sentido anti-horário. [1]

Translação: A translação da Terra é o movimento elíptico que a Terra realiza ao redor do Sol. Esse movimento, juntamente com a inclinação do eixo de rotação da Terra, é responsável pelas estações do ano. [2]

Órbita: Órbita é a trajetória que um corpo percorre ao redor de outro sob a influência de alguma força. [3]

Hemisfério: Hemisfério a uma metade da superfície da Terra, limitado por um círculo máximo - um meridiano ou o Equador. [4]

Latitude: Latitude é a coordenada geográfica definida na esfera, ou na superfície terrestre, que é o ângulo entre o plano do equador e a normal à superfície de referência. [5]

Incidência de Luz: Um raio de luz é a representação da trajetória da luz em determinado espaço, e sua representação indica de onde a luz sai (fonte) e para onde ela se dirige, ou incide. [6]

Habilidades

Interpretar,propor e fazer experimentos;

Realizar observações;

Diagnosticar e enfrentar problemas, individualmente ou em equipe;

Identificar regularidades e invariantes na análise experimental de fenômenos físicos como o movimento de rotação da Terra. [7]

Introdução

Como explicar para os alunos que dependendo de sua localização na Terra, o dia apresenta diferentes durações? Que em algumas cidades encontramos o famoso "Sol da meia noite"? E porque no verão os dias são mais longos, e vivenciamos o horário de verão? A atividade visa a simulação do período diurno, com o auxílio de uma fonte de luz ou retroprojetor, e de uma bola de isopor marcada por alfinetes.

Devido à inclinação da bola em relação a fonte de luz do retroprojetor, os pontos marcados com os alfinetes apresentarão sombras de tamanhos diferentes. Através dos estudos dessas sombras pretende-se demonstrar o fenômeno de duração do dia e da noite.

Clique para ampliar
Figura 2 - Materiais Utilizados

Materiais

  • Retroprojetor;
  • Bola de isopor - Ø 10 cm;
  • Palito de churrasco;
  • Barbante ou Fita Métrica;
  • Alfinetes.

Clique para ampliar
Figura 3 - Montagem Experimental

Montagem

  • Realizar marcações na bola de isopor que representem os hemisférios e a linha do equador. (Para facilitar a atividade sugere-se a utilização de um barbante ou fita métrica para marcação).
  • Fixar o palito de churrasco nas extremidades da bola de isopor, representado a inclinação do eixo terrestre.
  • Fixar os alfinetes sobre as linhas latitudinais desenhadas na bola de isopor, tendo como referência, uma mesma linha longitudinal ao longo da esfera.
  • Com a bola de isopor, simular a rotação terrestre utilizando o retroprojetor como fonte de luz (Sol).


    Figura 4 - Iluminação em diferentes pontos do planeta Terra

    Situação-Problema

    Dispondo de materiais de baixo custo, como exemplificar a diferente duração do dia em diversos pontos do planeta Terra?.

    A distância do planeta Terra em relação ao Sol interfere na duração do dia e da noite?

    A rotação do planeta Terra em torno de seu próprio eixo e seu movimento de translação em torno do Sol, influenciam na ocorrência de dia e noite?

    Hipóteses

    O dia e a noite ocorrem devido a rotação da Terra em torno de seu próprio eixo, e por apresentar uma inclinação de aproximadamente 67º em relação ao plano de sua órbita. [8]

    Devido à inclinação do eixo da Terra, e sua posição em relação ao Sol, cada parte iluminada recebe a luz solar de forma diferente, constituindo assim, regiões iluminadas por maiores ou menores intervalos de tempo.

    Observações e Resultados


    Figura 5

    Os alfinetes representam habitantes em diferentes partes do globo terrestre, e ao serem iluminados devido à rotação da esfera, pode-se perceber através das sombras formadas a existência de regiões iluminadas por um maior tempo que as outras marcações na bola de isopor.

    Acordo Coletivo

    Ao final da atividade o professor deve propor questões para reflexão, e pesquisa sobre o uso do horário de verão na cidade em que estão localizados.

      Exemplo de Questões:
    • No verão é mais interessante atrasar ou adiantar uma hora nos relógios para economizar energia elétrica? Por quê?
    • É economicamente viável a implantação do horário de Verão em São Paulo? E em Manaus? Pesquise.

    Bibliografia

    [7] Caderno do Professor: Ciência, Ensino Fundamental - 7ª Série, 3° Bimestre/ Secretaria da Educação, 2008.

    [8] CANALLE, João Batista Garcia. Explicando Astronomia Básica com uma bola de Isopor. Disponível em: .

    BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. 5ª a 8ª série: Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

    Referências

    [1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Rota%C3%A7%C3%A3o_da_Terra

    [2] http://pt.wikipedia.org/wiki/Transla%C3%A7%C3%A3o

    [3] http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%93rbita

    [4] http://pt.wikipedia.org/wiki/Hemisf%C3%A9rio_(geografia)

    [5] http://pt.wikipedia.org/wiki/Latitude

    [6] http://pt.wikipedia.org/wiki/Luz

    [Figura 1] http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/8b/North_season.jpg

    [Figura 4] http://www.cdcc.usp.br/cda/ensino-fundamental-astronomia/parte1c.html

    Dados adicionais

    Autores:  

    Ana Paula N. Camillo; Fabia A. Lino; Jessé Felix; Washington G. Pereira

    Tema Gerador:  

    Dia e Noite

    Nível:  

    Ensino Médio

    Duração:  

    Uma aula

    Tópicos:  

    Duração do dia e noite; Inclinação do eixo terrestre;

    Termos Científicos:  

    Rotação; Translação; Órbita; Hemisfério; Latitude; Incidência de Luz

    Área:  

    astronomia

    Tema:  

    solar

    Tópico:  

    planetas

 
 

O CiênciaMão é um projeto de extensão universitária da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, com apoio da Universidade Federal de São Paulo e das entidades abaixo listadas. É coordenado pelo grupo de pesquisa Interfaces. Constitui-se em um repositório de recursos para a educação em ciências, voltado para educadores em geral. Os itens listados são cadastrados manualmente em um banco de dados, de acordo com diretrizes editoriais da coordenação do projeto.

 

EFLCH
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

 

EACH
Escola de Artes, Ciências e Humanidades

Financiamento e apoio:


UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Copyright © 2006-2013 Universidade de São Paulo - Todos os direitos reservados