Especialização em Ensino Astronomia - EACH-USP, 2009

Luneta da Oba

Cadastrado por, Ricardo Augusto V. Lacerda


Resumo

Neste trabalho apresentamos uma sugestão de como construir uma luneta astronômicautilizando apenas materiais facilmente disponíveis no comércio, de baixo custo e de fácilmontagem. No lugar da lente objetiva usa-se uma lente de óculos de um grau positivo e no lugarda lente ocular usa-se um monóculo da fotografia. Os encaixes são feitos com tubos e conexõesde PVC. Uma sugestão de como construir um tripé para a luneta também é dada. Apesar de seusar materiais rudimentares, os resultados são satisfatórios. As crateras lunares são facilmenteobservadas, assim como seu relevo, principalmente nas luas crescentes e minguantes.

Noções Científicas

  • Lentes;
  • formação de imagens;
  • distância focal.

    Habilidades

    Manipulação, adequação de materiais,construção e observação.

    Introdução

    Um dos experimentos mais importantes de astronomia básica, isto é, a astronomia do deensino fundamental e médio, é a construção o telescópio; assim, esta foi a preocupação inicialdeste autor em cursos de licenciatura para futuros professores do ensino básico. Odesenvolvimento de uma luneta de fácil construção, isto é, de simples montagem, que usemateriais de baixo custo disponíveis no comércio, resistente ao manuseio de crianças eadolescentes, e que permita ver pelo menos as crateras lunares, é uma tarefa demorada, pois exigea improvisação de muitos materiais e a construção de vários protótipos. Uma versão anterior, umpouco mais trabalhosa foi publicada por Buso et al (1993).O objetivo deste trabalho é mostrar, em detalhes, como um professor de ensino básico,com pouquíssimos recursos, pode construir uma luneta astronômica.O professor que constrói um experimento didático terá: 1º) a satisfação de ter construídoalgo; 2º) a oportunidade de ver, pelo menos, as crateras lunares, oportunidade essa que quasenenhum professor já teve; 3º) com esta modesta luneta, de fabricação própria, ele permitirá queseus familiares, amigos e vizinhos olhem através dela e 4º) a oportunidade de mostrá-la aos seusalunos. Quando um professor leva um experimento para a sala de aula, ele consegue, primeiro,chamar a atenção dos alunos para o experimento que ele trouxe e em segundo lugar, maisfacilmente motivar o aluno para o tema em questão, favorecendo, assim, o melhor aprendizado domesmo.Sempre que os tópicos de astronomia forem ensinados no ensino fundamental ou médio,cabe comentários sobre a luneta, por exemplo: 1º) poderão ser discutidos os aspectos históricos doseu descobrimento, veja por exemplo, o artigo de Évora (1989); 2º) a luneta poderá ser montada edesmontada, fácil e rapidamente, em sala para mostrar a simplicidade de sua construção,desmistificando com isto, sua complexidade; 3º) enfatizar que este é o principal instrumento deobservação dos astrônomos. Além disso, permitir que a luneta passe de mão em mão para quevejam a paisagem (invertida) e, se possível, observar as crateras lunares durante o dia (no final dalua minguante ela é visível de manhã), ou durante a noite (na lua crescente é visível logo aoentardecer e na lua cheia e minguante, um pouco mais tarde).Sempre que o conteúdo de óptica é abordado nos livros do ensino médio, esquemas deinstrumentos ópticos são apresentados, entre eles o de uma luneta, mas nunca é dada umasugestão de como construir essa luneta. A seguir é dada uma sugestão de como construí-la,porém, nada impede que, dependendo da criatividade e disposição de cada um, seja modificada,aperfeiçoada, simplificada, etc.

    Materiais

  • Uma luva simples branca de encanamento de esgoto de 2"(=50mm);
  • Uma lente incolor de óculos de dois graus positivos;
  • Um disco de cartolina preta (ou papel camurça preto) de 50mm de diâmetro, com furo interno de 25mm de diâmetro;
  • Um tubo branco de encanamento com diâmetro de 2" (50mm) e com 40 cm de comprimento;
  • Um tubo branco de esgoto com diâmetro de 11/2"(=40mm) e com 40 cm de comprimento;
  • Um tubo branco de encanamento com diâmetro de 11/2"(=40mm) e com 10 cm de comprimento;
  • Uma bucha de redução curta marron de 40x32mm;
  • Dois monóculos de fotografia (ou visor de fotografia);
  • Um plugue branco de encanamento de esgoto de 2"(=50mm);
  • Uma lata de tinta spray preto fosco ou cartolina preta;
  • Um rolo de esparadrapo de aproximadamente 12mm de largura por 4,5 metros de comprimento;
  • Uma caixa pequena de durepóxi ou similar.

    Montagem

    Clique para ampliar
    Figura 1 - Esquema explodido da luneta.J é o monóculo de fotografia, II' é uma bucha de resolução e H é um tubo de 40mm de diâmetro e 10cm de comprimento. FG e DE são tubos brancos de esgoto de 40mm e 50mm de diâmetro, respectivamente. C é um disco de cartolina, B é a lente de óculos, A é uma simples luva branca de encanamento e L é um plugue.

    Clique para ampliar
    Figura 2 - Montagem do Tripé para sustentar a luneta.

    Clique para ampliar
    Figura 3 - Esquema ilustrativo de como introduzir o monóculo no PVC móvel da luneta.

    Clique para ampliar
    Figura 4 - Bucha de redução que também pode ser feita com um frasco de conta gotas, como mostra no vídeo abaixo.

    Clique para ampliar
    Figura 5 - Ao final da montagem, sua luneta deverá ficar assim!

    Situação-Problema

    Localizar as crateras lunares mais importantes e as marias mais importantes.

    Formas de Registro

    Escrita e desenhos.

    Organização da Classe

    O professor pode pedir aos alunos que se organizem em grupo e construa suas lunetas. Despois o grupo terá como tarefa, fazer observações da Lua e procurar desenhar o que se observa, assim como fez Galileu Galilei ha 400 anos!

    Informações Adicionais

    Recomendação Importante: Não observe em nenhuma hipótese, o Sol através da luneta. Você sofrerá queima da retina e poderá ficar cego!

    Bibliografia

    Revista Astronomy Brasil, agosto de 2007, p66-69 "Equipamentos Amadores", por JOÃO BATISTA GARCIA CANALLE E ADELINO CARLOS FERREIRA DE SOUZA.

    Vídeo

  • Veja neste vídeo o próprio Prof. João Canalle montando a Luneta da OBA!
  • Parte-1
  • Parte-2
  • Parte-3
  • Parte-4
  • Dados adicionais

    Autores: Cadastrado por; Ricardo Augusto V. Lacerda

    Grupo de Usuários: 151991984

    Tema Gerador: Astronomia

    Nível: Ensino Fundamental II

    Duração: duas aulas

    Tópicos: A luneta de Galileu Galilei

    Área: astronomia

    Tema: observacional

    Tópico: instrumentos astronômicos

    Como Obter

    Baixar Arquivo

    Baixar Arquivo 2

    Baixar Apresentação

  • INTERFACES E NÚCLEOS TEMÁTICOS DE ESTUDOS E RECURSOS DA FANTASIA NAS ARTES, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
    Copyright © 2006-2015 Universidade de São Paulo - Universidade Federal de São Paulo
    Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
    Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP
    Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da UNIFESP
    Todos os direitos reservados

    Financiamento e apoio: