Livros de Ficção Científica

Quem Se Lembra dos Homens?

Jean Raspail


Descrição

Acossados incessantemente por novos invasores, os alakalufs atravessaram milênios imersos na ignorância e no medo. Foram talvez um povo, depois não passaram de clãs, de famílias, num caminho inexorável até a extinção. E, então, quem se lembrará deles? Jean Raspail, o escritor francês que com este livro conquistou o Prêmio Chateaubriand em seu país, não os esqueceu. E construiu esta obra, auxiliado pela História, a Antropologia, o coração e a imaginação, para render justiça aos Homens da Terra do Fogo, levados ao ostracismo numa civilização que também perde de vista sua própria condição humana.

Orelha

E eles chamavam a si mesmos de Homens. Haviam chegado àquele extremo da Terra que, bem mais tarde, foi nomeado Terra do Fogo - ao término de uma migração tão longa que já a haviam perdido na memória. Empurrados incessantemente por novos invasores, tinham atravessado um continente e milênios na ignorância e no medo. Haviam se estabelecido num lugar onde, ao que tudo indicava, ninguém poderia alcançá-Ios, de tão cruéis que eram o céu, a terra e o mar naquele inferno austral. Foram talvez um povo, depois não passaram de clãs, de famílias. Um dia, e será amanhã, não existirá mais ninguém além de Lafko - Lafko, filho de Lafko, filho de Lafko, desde o início dos tempos -, o último do Homens, aquele que vemos, na primeira e na última página deste livro, tentando encontrar na tempestade a praia onde ele poderá morrer, sob os olhos de Deus, solitário.

Neste intervalo entre o sonho de Henrique, o Navegador, a aparição dos navios de Magalhães e o desaparecimento dos Homens, estes "selvagens" viram a história passar e submeteram-se a ela. Amanhã, Lafko vai se perder na noite.

Quem se lembra dos Homens? Jean Raspail, após ter encontrado uma das últimas canoas dos alakalufs (esta é a denominação moderna deste povo), não os esqueceu. Neste livro - que, por falta de opção, ele qualifica como "romance", mas "epopéia" ou "tragédia" talvez fossem mais exatos -, ele recria o destino destes seres, nossos irmãos, que os Homens que os viram hesitaram em reconhecer como Homens.

Dados adicionais

Autores: Jean Raspail

Título Original: Qui se souvient des hommes

Origem: França

Editora: Globo

Cidade da Editora: São Paulo

Ano de Publicação: 1989

Ano de Publicação Original: 1986

Número de Páginas: 232

Edição: 2a edição

Modalidade: Romance

Como Obter

Livrarias

Internet

Sebos

Usado

INTERFACES E NÚCLEOS TEMÁTICOS DE ESTUDOS E RECURSOS DA FANTASIA NAS ARTES, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
Copyright © 2006-2015 Universidade de São Paulo - Universidade Federal de São Paulo
Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP
Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da UNIFESP
Todos os direitos reservados

Financiamento e apoio: