Recursos para a Educação em Ciências
    Banca da Ciência | Experimentoteca | Mão na Massa
 

Estudo do Meio: a Construção de um Jardim na Escola

Fradman Sampaio Bertucci

Clique para ampliar

Resumo

A atividade é realizada em oito aulas ao longo de quatro meses; mas as cinco primeiras aulas devem ser realizadas no primeiro mês, a fim de garantir a colheita daqui a três meses, ao menos, e apenas uma média de duas aulas por mês. Na quinta aula é o primeiro plantio, a quarta é o preparo do solo, a terceira é a pesquisa das plantas adequadas ao jardim, na sal de informática, a segunda aula e a primeira fazem parte da tomada de consciência do local, os alunos preparam um desenho e apresentação do local que será um jardim.

Na primeria aula é realizada a leitura (pelos alunos e professor alternadamente) do conto intitulado A Construção da Floresta . Conto: A Construçao da Floresta

Conto anexo(clique na figura ao lado).

Em seguida os alunos saem da sala de aula e observam a quantidade de plantas existentes no local. O professor acompanha os alunos de volta à sala de aula e em horário marcado antecipadamente recebe a diretora da escola na sala. Os alunos perguntam se a direção da escola apóia/permite a implantação de um Jardim Didático no local e em caso afirmativo se também disponibiliza as ferramentas para jardinagem, o material necessário para preparar o solo ( matéria orgânica, areia e calcário) e os exemplares florísticos que eles irão decidir, na terceira aula e após pesquisa na internet, cultivar na escola ao longo do semestre. Também é necessário que a Escola forneça água para que os alunos reguem suas plantas.

Ao fim da primeira aula, a direção da escola e o professor devem assegurar aos alunos que disponibilizarão todos os materiais para que eles façam ali um jardim com o acompanhamento do professor de Ciências.

A partir da segunda aula, com o auxilio do professor, os alunos irão fazer um projeto que irão executar na escola, com a construção de um Jardim Didático para acompanharem e estudarem seus elementos durante as aulas de Ciências do Ensino Fundamental II.

Objetivos

Ao final do semestre, se a planta não morrer, cada aluno deve fazer a partir de sua(s) planta(s) cultivada(s) uma muda para replantá-la em outro local.


Objetivos que devem ser cumpridos na sala de informática:

Descobrir a origem da planta durante a pesquisa de sua fenologia e também levantar informações pertinentes para que se obtenha uma futura colheita de suas partes como folhas e flores;
Indicar seus modos de propagação como estaquia, alporquia, sementes, bulbos, etc;
As aulas no laboratório de informática: serão as aulas 3,6 e 7 mas nao necessariamente em tempo integral.

Objetivos que devem ser cumpridos na sala de aula:

Leitura do conto e elaboração do croqui nas aulas 1 e 2. Na aula 6 a sala é usada para os alunos discutirem os cuidados necessários às plantas,o cultivo em geral e a compostagem.

Objetivos que devem ser cumpridos no Jardim Didático:

Recolher suas partes: raízes, folhas, flores e sementes para guardar, tirar fotos e colocar no site do Clube dos Plantadores a fim de documentar.
Seis das oito aulas propostas nesta atividade são realizadas ao menos em parte, no Jardim da Escola: aulas 1,2,4,5,6,7 e 8.

Estrutura da Atividade

As aula são realizadas na sala de aula, no laboratório de informática e também no jardim da escola.
primeira aula:
Os alunos lêem o conto junto como o professor e este deve explicar antecipadamente que se trata de uma ficção-científica cujo desenrolar levou o domínio e hegemonia das plantas sobre a civilização humana. O conto mostra que as plantas dominaram o mundo ao invés do Homem.
Ao encerrar a leitura da narrativa, feita em voz alta pelos alunos, que se revesam e eventualmente fazem pausas para debaterem o texto, o professor leva os alunos para conhecer o jardim da escola e propõe a atividade, que é a elaboração de um Jardim Didático . Ao retornarem à sala de aula os mesmos recebem a diretora da escola, que após interrogada, deve autorizar e apoiar a execução do Jardim Didático.
segunda aula:
Os alunos, com uma fita métrica, fazem as medidas e elaboram um croqui mostrando o local que será o jardim da escola; pintam de amarelo as áreas do croqui que recebem sol e de verde as áreas que são predominantemente sombreadas.
terceira aula:
Pesquisa na sala de informática das plantas adequadas.
Sala de informática.
quarta aula:
Preparo do Solo.
Aula no Jardim Didático
quinta aula:
Plantio das epécies escolhidas e disponibilizadas pela Escola. Caso o(a) aluno(a) queira trazer sua muda, e desde que ela seja adequada ao local ( principalmente quanto ao tamanho alcançado e as exigências de luminosidade e hídricas para o seu desenvolvimento)e compatível com a aula, pode haver a colocação e cultivo da planta pelo aluno(a)
sexta aula:
Cuidados necessários: Solo, compostagem e cultivo.
Sala de aula,Jardim e sala de informática
sétima aula:
Pragas e plantas simbióticas
Sala de informatica e Jardim
oitava aula:
Cuidar da planta matriz que fica na escola e tentar produzir uma muda.
Aula no Jardim Didático.

Organização da Classe

Na primeira aula tem-se a decisão para a elaboração do Jardim, a organização foi no jardim e depois concluída na sala de aula.
Na segunda temos cada aluno em sua cadeira elaborando o croqui eles devem também ver novamente o local e os espaços próprios para receber as plantas com cores amarelas ou verdes, indicando quem toma mais sol( amarelo) ou pouco sol(verde). Folha de papel, régua e lápis de cor são usados nesta aula.
Na terceira aula cada aluno com seu computador pesquisa a origem e as exigências fenológicas das espécies na internet e determinar o local em que ela será plantada indicando com o desenho ou croqui da escola proposto na segunda aula. Com excessão da aula 3, que é na informática, todas as aulas ocorrem, ao menos em parte, no Jardim Didático.

Formas de Registro


Primeira aula:

Após garantir que há espaço disponível para novos plantios ou a implantação de um novo(s) local(is) para o(s)jardim(ns), seja no próprio solo, em vasos ou ambos mas que garantam a permanência das plantas cultivadas na escola, pelos alunos e com apoio administrativo da escola, que disponibiliza as ferramentas, plantas matrizes, água e o que for necessário.

segunda aula

Fazer um croqui como o da figura abaixo:


Figura 1 - exemplo de um Croqui mostrando o tamanho da área e a luminosidade.

mostrando a área da escola que receberá as plantas.

E os alunos devem pintar o croqui de duas cores:
  1. os locais

    sombreados recebem cor verde.

  2. e aqueles recebem bastante sol são pintados de cor

    amarela.


Terceira aula:


Ao final deve-se ter escolhido as plantas para o local: as de sombra (área verde do croqui)e as de sol (área amarela). A aula é na sala de informática e as plantas escolhidas serão disponibilizadas pela Escola ou professor.

Quarta aula:

Preparo do solo


Quinta aula:

Plantio no Jardim Didático


Sexta aula:

Sala de aula: cuidados necessários para as plantas; solo; cultivo e compostagem.


Sétima aula:

Pragas e plantas simbióticas. Atividade na sala de informática e no Jardim Didático; plantio de novas espécies simbióticas, pesquisa e procura de polinizadores.


oitava aula

Colheita e multiplicação da planta. Caso a espécie nao tenha dado frutos, faz-se a reprodução vegetativa, com galhos ou folhas por exemplo.

Introdução


A fenologia de cada espécie bem como a sua
História Natural
devem ser pesquisadas na sala de informática com o acompanhamento e planejamento do professor. São oito aulas ao longo do semestre. O Jardim é acompanhado em todas as aulas exceto na terceira que é na sal de informática.

FENOLOGIA: é o ramo da Ecologia que estuda os fenômenos periódicos dos seres vivos e suas relações com as condições do ambiente, tais como temperatura, luz, umidade, etc. (de Fina & Ravelo, 1973).


Material

Fita métrica de 10m ( medir a área destinada ao jardim da escola)
Papel, régua e varios tipos de lápis de grafite normal e também colorido.
Sala de informática com computadores conectados a internet
Enxada, regador, fio de sisal, bambus, facão, serra de cortar bambu, replantador.


Plantas. Pode-se plantar várias espécies cada aluno. A escola deve providenciar todas as espécies solicitadas.

Montagem

Os jardins demandam muitos cuidados, caso contrário as pessoas podem pisar e há a sucessão ecológica para espécies não convidadas, como as pioneiras.
É necessário primeiramente um terreno preparado para receber as plantas matrizes, cultivadas em viveiros e prontas para serem replantadas no jardim da escola. Para isto deve-se retirar os indivíduos dos sacos plásticos colocando-os em contato com o substrato (terra preparada)e em seguida, regá-las.

Com o fio de sisal e o bambu deve-se construir uma cerca delimitando a área de cultivo( isolar a area para não havcer pisoteamento).

Conclui-se ao final da atividade que algumas plantas podem sobreviver na sombra e que tem exigências de fenológicas diferentes para seu desenvolvimento.

Para os leitores do site, pesquisadores e professores que querem desenvolver atividade de plantio com seus alunos, deve-se atentar para a escolha adequada das espécies para o jardim da escola.


Algumas plantas demandam menos cuidados, como a margarida abaixo:


Figura 2 - Margaridas tem crescimento relativamente fácil.

que se multiplica nos terrenos ensoladoas da Europa -é nativa da lá- relativamente fácil pois nao é necessário novos plantios a cada ano. Suas flores produzem muitas sementes. Ocorre também multiplicação vegetativa, com os estolhos laterais.


Já para um jardim ser acompanhado de árvores é preciso projetar cuidadosamente o local, pois de outra forma galhos e raízes podem danificar a estrutura física dos ambientes.

Procedimento

Na aula inicial tem-se a leitura do conto e o levantamento de hippóteses para e construçaõ do jardim, visita da diretora, observaçao dos alunos da área da escola potencialmente transformável etc. O professor recebe a diretora e fazem o acordo junto com a sala. Em seguida o professor pede para que façam um rascunho para o croqui que será elaborado na aula dois; ainda na primeira aula diz que existem espécies próprias para serem cultivadas na sombra, e aquelas que sobrevivem bem apenas com luz intensa ou precisam de muito sol. Os alunos devem pintar o croqui, na segunda aula, de duas cores diferentes, amarelo e verde, onde amarelo é o local que recebe sombra na maior parte do dia e verde sao os locais que recebem iluminaçao solar direta por pelo menos duas horas do dia. Deve-se entrar em acordo para saber se os locais tomam mais sol ou mais sombra porque o croqui da aula dois deve ser pintado deduas cores: amarelo para sol e verde para sombra no futuro jardim,

A atividade dura oito aulas ao longo de quatro meses; sendo duas aulas por mês.

Primeria aula

É realizada a leitura (pelos alunos e professor alternadamente) do conto intitulado A Floresta e o ET (arquivo .pdf). Em seguida os alunos saem da sala de aula e observam a quantidade de plantas existentes no local. Perguntam à direção da escola se apóia/permite a implantação de um Jardim Didático e em caso afirmativo se também disponibiliza as ferramentas para jardinagem, o material necessário para preparar o solo ( matéria orgânica, areia e calcário) bem como exemplares de plantas que eles decidam plantar (após pesquisa na internet) e pontos de água para regá-las. Por fim, a direção da escola e o professor devem garantir e disponibilizar todos os materiais para que os alunos façam ali um jardim com o acompanhamento do professor de Ciências.


Segunda aula:

Após garantir que há espaço disponível para novos plantios ou a implantação de um novo(s) local(is) para jardim(ns), seja no próprio solo, em vasos ou ambos mas que garantam a permanencia das plantas cultivadas pelos alunos com apoio administrativo da escola, que disponibiliza as ferramentas, plantas matrizes, água e o que for necessário.

Os alunos e o professor devem fazer uma lista com todos os materiais necessários para a jardinocultura.


Terceira aula:

Sala de informátiva: Cada sala deve delimitar a área de cultivo e escolher as plantas para o local.
Quarta aula:

Preparo do solo com enxada e outras ferramentas se necessário.

Situação-Problema

Primeira aula:

Parte 1: leitura do conto em sala de aula.

Parte 2: Presença da diretora que é entrevistada pelos alunos e professores visando garantir a infra-estrutura necessária para a implantação do Jandim Didático

Segunda aula;

Elaboração do croqui visando escolher as espécies e o local para cultivo do jardim na escola.

Terceira aula:

O professor diz que existem espécies próprias para serem cultivadas na sombra e em sol pleno. Os alunos devem pintar o croqui feito na aula anterior de duas cores diferentes, amarelo e verde, onde amarelo é o local que recebe sombra na maior parte do dia e verde sao os locais que recebem iluminaçao solar direta por pelo menos uma hora do dia.são convidados a

Hipóteses

Na primeira aula, após ler o conto de ficção científica ( um extra-terreste domina a Terra com plantas porque se alimentava delas) faz lembrar: será que os homens conseguem acabar com as plantas?

o contrário ( neste momento se cria uma hipótese para ser debatida com os alunos), enquanto no conto, só havia plantas e a humanidade desaparecereu ou em tese desapareceria, será que a humanidade consegue fazer as plantas desaparecerem? Será que caminhamos para o fim das árvores e todos os tipos de plantas?


No filme Wall·e Eva tinha a missão de procurar na Terra algum exemplar vegetal vivo, para poder provar que havia como voltar a viver no planeta Terra.Neste caso temos em um mundo dominado não por plantas mas sim dominado por lixo.

Elaboração do croqui visando escolher as espécies e o local para cultivo do jardim na escola

Ações dos Alunos

Escolher na sala de informática as espécies que irão solicitar ao professor e à direção da Escola para cultivarem ao longo do semestre.Acompanhar o desenvolvimento de suas plantas e cuidar com regas, procura de pragas e adubação.

Conclusões Coletivas

Se houve ou não ao longo do semestre o desenvolvimento das espécies cultivadas pelos alunos. Causas para o possível sucesso delas, se houve tempo suficiente para seu ciclo de vida, se houve florações, se as plantas precisam de mais cuidados ou menos cuidados, se tem crescimento rápido ou não, se houve a ocorrencia de pragas.

Questões

Que plantas se adaptam bem ao local?

Quais são as exigências de cada espécie com relação a luminosidade, água, nutrientes e polinizadores.

Discussão Pedagógica

Os alunos

Atividade Experimental

Montagem,Experimentação,Atividades Investigativas,Instrumentos de observação,Instrumentos de medição,Simulação,Análise de dados,Materiais alternativos

Dados adicionais

Autores:  

Fradman Sampaio Bertucci

Duração:  

Um semestre

Área:  

biologia

Tema:  

botânica

Tópico:  

reino vegetal

Enfoques:  

Desenvolvimento de material,Divulgação de material

Material Didático:  

Projetos de ensino

Divulgação Científica:  

Textos sobre episódios históricos

Modelagem:  

Simulações

Estudo do Meio:  

Espaços educativos não-formais,Comunidades,Fenômenos naturais,Intervenção,Objetos e artefatos

Internet:  

Páginas de conteúdo,Simulações,Pesquisa de imagem,Produção de páginas

 
 

O CiênciaMão é um projeto de extensão universitária da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, com apoio da Universidade Federal de São Paulo e das entidades abaixo listadas. É coordenado pelo grupo de pesquisa Interfaces. Constitui-se em um repositório de recursos para a educação em ciências, voltado para educadores em geral. Os itens listados são cadastrados manualmente em um banco de dados, de acordo com diretrizes editoriais da coordenação do projeto.

 

EFLCH
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

 

EACH
Escola de Artes, Ciências e Humanidades

Financiamento e apoio:


UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Copyright © 2006-2013 Universidade de São Paulo - Todos os direitos reservados