Recursos para a Educação em Ciências
    Banca da Ciência | Experimentoteca | Mão na Massa
 

Laboratório de Química

Bruna S. Guarnieri, Dayana Ap. Brito, Ivone D. Farias, Monica L. da Silva, Renata P. Pimentel

Resumo

A inserção do computador nas escolas, como instrumento de ensino adicional às aulas convencionais, vem crescendo progressivamente e a utilização de softwares educacionais apresenta-se como uma ferramenta de auxílio na aprendizagem de diversos conceitos, quer por animações ou simulações que facilitem a visualização e compreensão de diversos conteúdos.

Objetivos

  • Possibilitar aos alunos o contato com um laborátório de química, mesmo que de forma virtual
  • Auxiliar na compreensão de conceitos de química.

    Estrutura da Atividade

    A atividade deverá ser desenvolvida no laboratório de informática, onde os alunos sentarão em duplas para um primeiro contato com o software, para poder explorá-lo e familiarizar-se com ele. Foram selecionadas as seguintes atividades: animações corpusculares, substâncias elementares e compostas, iônico, covalente e metálico (solubilidade), fundir gelo e ferver água e sólidos, líquidos e gases.

    Clique para ampliar
    Figura 1 - Conhecendo o software

    As duplas deverão elaborar um relatório descrevendo as atividades desenvolvidas, bem como as discussões e conclusões da dupla. O professor deverá realizar uma aula posterior explicando os conteúdos desenvolvidos no software e esclarecendo as dúvidas que surgirem.

    Organização da Classe

    Ideal em pares.

    Formas de Registro

    Elaboração de relatório sobre a atividade e impressões pessoais.

    Introdução

    O desenvolvimento de atividades práticas, principalmente a experimentação, é muito importante para uma aprendizagem significativa, pois permite ao aluno trabalhar com resolução de problemas, desenvolvendo sua capacidade de investigação e observação. Porém, numa escola nem sempre é viável a realização de tais atividades, por isso que a utilização de softwares de simulação é uma excelente alternativa para os professores da área de Ciências.

    Um software de simulação é um programa de computador que reproduz um processo ou conjunto de atividades e permite ao usuário observar uma operação através de simulação.

    Ao utilizar um programa deste tipo, o professor possibilita aos alunos o acesso à ciência experimental e, em especial, a um conjunto de atividades que seriam inviáveis ou não recomendáveis por questões de altos custos, riscos ou tempo necessário ao seu desenvolvimento.

    Material

    • Software Laboratório Virtual Crocodile Química, disponível para download em: http://www.imagina.pt(software pago, mas possui versão de demonstração)

      Procedimento

      Depois de auxiliar os alunos a iniciar o software e explicar sobre a guia conteúdos à esquerda, o professor deverá orientá-los a clicar em classificar materiais, substâncias elementares e compostas.

      Clique para ampliar
      Figura 2 - Tarefa inicial

      Os alunos deverão seguir as orientações descritas no ecrã (quadro à direita onde aparecem as substâncias), clicando na seta direita.

      Clique para ampliar
      Figura 3 - Conhecendo diferentes substâncias

      Todas as outras atividades propostas deverão ser realizadas seguindo as orientações do professor e do software.

      Clique para ampliar
      Figura 4 - Realizando as demais atividades

      Os alunos deverão sempre anotar a descrição da atividade realizada, dúvidas e a discussão sobre o assunto.

      Ações dos Alunos

      Trabalhar em dupla para desenvolver as atividades no software propostas pelo professor e redigir um relatório sobre o procedimento e conclusões.

      Discussão Pedagógica

      A utilização deste programa é uma excelente ferramenta pedagógica, pois torna o ensino da química mais interessante e instigante aos alunos, além de ser uma forma de representar visulamente conceitos mais abstratos que podem ser de difícil compreensão dos alunos.

      Discussão de Conteúdo

      Como esta aula é direcionada ao Nível Fundamental, o conteúdo abordado é basicamente estrutura e estado da matéria.

      Dicas

      Caso seja necessário poderão ser formados trios, porém grupos maiores inviabiliza a execução da atividade.

      O professor também poderá elaborar questões para direcionar o raciocínio dos alunos.

      O software também pode ser utilizado para aulas de química do Ensino Médio.

      Noções Científicas

      • Estados físicos da matéria.
      • Substância simples e composta.
      • Solubilidade.
      • Sólido iônico, covalente e metálico.

        Habilidades

        • Trabalhar em dupla.
        • Elaboração de relatório.
        • Coordenação motora.

          Dados adicionais

          Autores:  

          Bruna S. Guarnieri, Dayana Ap. Brito, Ivone D. Farias, Monica L. da Silva, Renata P. Pimentel

          Duração:  

          4 aulas

          Nível:  

          Ensino Fundamental II

          Termos Científicos:  

        • Estados físicos da matéria; Solubilidade;

        • Área:  

          química

          Tema:  

          quimica inorganica

          Tópico:  

          substancias inorganicas

          Enfoques:  

          Uso de material

          Material Didático:  

          Módulos instrucionais

          Atividade Experimental:  

          Simulação,Recursos computacionais

          Modelagem:  

          Simulações

          Software:  

          Simulação

 
 

O CiênciaMão é um projeto de extensão universitária da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, com apoio da Universidade Federal de São Paulo e das entidades abaixo listadas. É coordenado pelo grupo de pesquisa Interfaces. Constitui-se em um repositório de recursos para a educação em ciências, voltado para educadores em geral. Os itens listados são cadastrados manualmente em um banco de dados, de acordo com diretrizes editoriais da coordenação do projeto.

 

EFLCH
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

 

EACH
Escola de Artes, Ciências e Humanidades

Financiamento e apoio:


UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Copyright © 2006-2013 Universidade de São Paulo - Todos os direitos reservados