Atividades de Ciências da Natureza

Simulação: Condução de Substâncias nas Plantas.

Fradman Sampaio Bertucci, Juliano Julival dos Santos, Ricardo Tioei

Clique para ampliar

Resumo

Clique para ampliar
Figura 1

Esta atividade foi baseada na proposta de ensino do biólogo Krukemberghe Fonseca, do Clube do Biólogo.




No interior de um organismo vegetal ocorrem processos bioquímicos de extraordinária complexidade. Esses processos constituem o conjunto de reações que coordenam o metabolismo e a condução de substâncias (nutrientes), desde as raízes geralmente no solo, até as folhas no alto das plantas. Nesta atividade corta-se uma pedúnculo floral, imerge-o em uma solução contento um corante e após cerca de meia hora, dependendo da espécie, observa-se a mudança da coloração das pétalas da flor ou inflorescência


Etapa do experimento:

transporte de substâncias através dos vasos condutores (feixes libero-lenhosos) de água e sais minerais.


Questionamentos que podem ser direcionados aos alunos:

  1. O que aconteceu com a flor branca?
  2. O que podemos provar com esse experimento?


 Rosa Rugosa:Wikipedia.org

Objetivos

Observa-se a mudança( ou não) da coloração das pétalas.

Em seguida, discute-se o porquê desta mudança.

Organização da Classe

Dispoem os alunos a colocar seus pedúnculos florais no recipiente sobre uma mesa que é a do professor. Ele recebe as partes florais e as coloca no becker ou solução contendo o corante anilina, assim os alunos e o professor discutem o que acontecerá com as petalas das flores ( pode ser orquídea, rosa, begonias). Os alunos se reúnem para observar as partes das flores. Para garantir o sucesso do experimento( a troca de cor) pode-se cortar a inflorescencia na hora, que pode ser apenas uma retirada e bem bonita na hora, que foi cortada de um vaso levado à sala de aula. Efetivamente a sala observa das cadeiras ou caminhando pela sala, observam e dizem sobre o transporte da cor para a flor. Assim, temos uma observação direta e um instrumento de ensino, com o experimento realizado na sala de aula se observa a mudança de cor, e apenas, tanto que metódo cientifico nenhum pode saber as leis e mesmo assim a flor mudou de cor. Os alunos devem preencher informaçoes para descobrir porque a flor mudou de cor com a adiçao de anilina.

Material

Materiais: 01 recipiente médio (1/2 litro), podendo ser de metal, vidro ou plástico; 05 colheres de sopa de anilina (pigmento em pó); 01 rosa (flor branca) contendo receptáculo e pedúnculo floral; ½ litro de água; e 01 estilete.

Procedimento

Procedimento:- Encher o recipiente com água, colocando em seguida toda a quantidade referida de anilina, misturando para que o pigmento se dissolva até atingir estado homogêneo.- Efetuar um corte transversal no talo da planta (roseira), contendo na extremidade uma rosa branca retirada do vegetal no instante do experimento, colocando o talo em contato com a solução durante 30 minutos.- Após este tempo, observar a coloração das pétalas (corola), da flor.

Situação-Problema

Inclui também eventos químicos elementares e dinâmicos como, por exemplo, discussão sobre a disponibilidade no solo de nutrientes que as plantas transformam em matéria orgânica, a partir da conversão de reagentes remineralizados no solo (para um jardim denomina-se substrato) juntamente com a dependência da energia luminosa (solar ou artificial), fornecendo os suprimentos que permitem ao organismo vegetal crescer, produzir frutos e se reproduzir.

Hipóteses

1)Ocorre alteração na coloração das pétalas, assumindo tonalidade de acordo com a cor do pigmento de anilina utilizado.2)É possível presumir que no interior do talo existem sistemas de transporte de substâncias (vasos condutores de seiva), com potencialidade que favorecem a ascensão da solução de água e anilina do extremo inferior, imersa na solução, até o extremo superior, onde se encontra a flor.

Observações

Rosa rugosa Bluete Brasil Depois escreve-se o texto.

Resultados

 Rosa rugosa Bluete

Depois escreve-se o texto.

Conclusões Coletivas

 Construçao da Floresta

Depois escreve-se o texto.

Noções Científicas

Observa-se a mudança( ou não) da coloração das pétalas.

Em seguida, discute-se o porquê desta mudança.

Atividade Experimental

Demonstração,Montagem,Experimentação,Atividades Investigativas,Instrumentos de observação,Instrumentos de medição,Simulação,Materiais alternativos

Links

Observa-se a mudança( ou não) da coloração das pétalas.

Em seguida, discute-se o porquê desta mudança." target="_blank">Referências

Habilidades

Dados adicionais

Autores: Fradman Sampaio Bertucci, Juliano Julival dos Santos, Ricardo Tioei

Enfoques: Produção de material

Material Didático: Módulos instrucionais

Divulgação Científica: Documentários,Textos sobre episódios históricos

Modelagem: Analogias

Artes: Contos

Como Obter

Baixar Arquivo Pdf

INTERFACES E NÚCLEOS TEMÁTICOS DE ESTUDOS E RECURSOS DA FANTASIA NAS ARTES, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
Copyright © 2006-2015 Universidade de São Paulo - Universidade Federal de São Paulo
Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP
Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da UNIFESP
Todos os direitos reservados

Financiamento e apoio: