Recursos para a Educação em Ciências
    Banca da Ciência | Experimentoteca | Mão na Massa
 

Representação do Tempo Geológico

André Stopa Rankin

Clique para ampliar

Resumo

Este trabalho apresenta uma maneira prática de trabalhar a escala do Tempo Geológico com os alunos. No entanto, para melhor aproveitamento da atividade é desejável que os alunos tenham estuddado so diferentes Éons, Eras e Períodos, pois utilizarão na atividade os conhecimentos aprendidos. Dessa forma é proposta uma atividade em espaço aberto (Parque, quadra, etc), onde os alunos serão levados a compreender a escala do tempo geológico e, tão importante quanto, mostrar os conhecimentos aprendidos.

Objetivos

Fazer com que os alunos montem com firuras a escala do Tempo Geológico em um espaço aberto (por exemplo, parque) representando fatos que julgam importantes. Esta atividade busca que os alunos compreendam, por meio da distância, a diferença de tempo transcorrido entre os distintos eventos. Além disso, o professor pode observar (ou avaliar) o que os alunos aprenderam sobre o Tempo Geológico.

Organização da Classe

06 Grupos de alunos.

Formas de Registro

Desenho e pintura em folhas de cartolina ou sulfite que representem o período.

Introdução

Estudos conduzidos por Pedrinaci e Berjillos (1994) tem mostrado que o conhecimento da história da Terra, de uma forma geral, é pouco valorizado e muitas são as razões para que este conhecimento seja considerado um estudo baseado na simples memorização, onde nomes e datas tem pouco sentido aos alunos. Sendo assim, é importante que este conhecimento seja trabalhado com os alunos a fim de que estes compreendam a grandiosidade do Tempo Geológico.

Material

  • Cartolina
  • Sulfite
  • Lápis e canetinhas de cores variadas
  • Barbante
  • Trena

Montagem

  • Levar os alunos para o local;aproveitar a marcação de 100m do local, no caso da pista de cooper do Pq. Ecológico do Tietê. Do contrário, utilizar a trena para contar os 100m;
  • A 0m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o nome Hadeano - 4,6 Bilhões de anos;
  • A 17m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o nome Arqueano - 3,8 Bilhões de anos;
  • A 46m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o nome Proterozóico - 2,5 Bilhões de anos;
  • A 88m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o nome Paleozóico - 542 Milhões de anos Bilhões de anos;
  • A 94m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o nome Mesozóico - 251 Milhões de anos Bilhões de anos;
  • A 98m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o nome Cenozóico - 542 Milhões de anos Bilhões de anos;
  • A 100m colocar marcação (sulfite ou cartolina) com o Época Atual.Ao longo da atividade os alunos vão colocando suas representações ao longo do trecho que ficou para seu grupo. O professor pode prender um barbante a altura do seu tórax e esticar aproximadamente da marca inicial de 0m até a final de 100m.

Procedimento

  • Após aulas sobre as Eras Geológicas o professor deverá organizar os alunos em 6 grupos (Grupo 1 - Hadeano, Grupo 2 - Arqueano, Grupo 3 - Proterozóico, Grupo 4 - Paleozóico, Grupo 5 - Mesozóico e Grupo 6 - Cenozóico), onde dois grupos farão desenhos para representar fatos relevantes sobre os Éons Arqueano e Proterozóico e os três grupos restantes trabalharão com desenhos sobre as Eras Paleozóico, Mesozóico e Cenozóico, dentro do Éon Fanerozóico;
  • pedir aos alunos que desenhem (na cartolina, no sulfite, etc) e pintem elementos que representem o período em que estão trabalhando;
  • providenciar autorização dos pais para que os alunos possam realizar a atividade fora da escola;
  • Levar os grupos para um parque, por exemplo, o Parque Ecológico do Tietê ou o Parque do Ibirapuera;
  • preparar a pista de cooper: marcar os 100m que representarão os 4,6 Ga;
  • Demarcar através de faixas de cartolina nomeadas os Éons (Arqueozóico e Proterozóico) e as Eras (Paleozóico, Mesozóico e Cenozóico);
  • Os 6 grupos deverão fixar seus desenhos dentro dos espaços que lhes cabe e se organizarão para colocar suas representações dentro da ordem cronológica de ocorrência;
  • Todos os alunos percorrerão os 100m e acompanharão uma breve apresentação dos grupos sobre suas representações;
  • Ao término das apresentações o professor chamará a atenção dos alunos para a distância percorrida entre as diferentes épocas, destacando pontos que julgar interessante.

Ações dos Alunos

Produção de desenhos e apresentação referente ao Éon,Era ou Período do seu grupo.

Observações

  • Algumas etapas deste trabalho envolveram:
  • Procura de material guia (Tabela do Tempo geológico) para servir de referência:
  • Os cálculos O cálculo para alocação da escala geológica em 100m são apresentados abaixo:
  • Subtração de idades, por exemplo, Hadeano 4,6 Ga menos Arqueano 3,85 Ga obtemos aproximadamente 0,8. Em seguida, dividimos 0,8 pelo tempo total de 4,6 Ga e obtemos o valor aproximado de 0,17 que representa 17% dos 100m, o que nos dá 17m. E assim por diante:
  • Arqueano 3,85 Ga menos Proterozóico 2,5 Ga = 1,35/4,6 = 29%
  • Proterozóico 2,5 Ga menos Paleozóico 542 Ma = 1,95/4,6 = 42%
  • Paleozóico 542 Ma menos Mesozóico 251 Ma = 0,29/4,6 = 6%
  • Mesozóico 251 Ma menos Cenozóico 65Ma = 0,018/4,6 = 4%
  • Cenozóico 65 Ma menos Atualidade 0 = 0,065/4,6 = 2%

Obs:

Ga representa Bilhoes de Anos

Ma representa Milhões de Anos

Dicas

Sugestão de representações que os alunos podem fazer:

Éon Hadeano:

Éon Arqueano

Éon Proterozóico

Período Paleozóico - Diversificação da vida marinha; aparecimento dos peixes; aparecimento das plantas terrestres; aparecimento dos vertebrados terrestres; aparecimento dos répteis, etc.

Período Mesozóico - Aparecimento dos mamíferos; aparecimento das aves; diversificação das gimnospermas, etc.

Período Cenozóico - Diversificação dos mamíferos; aparecimento dos hominídeos, etc.

Obs: Consultar Fig. 1 - Tabela da História da Terra


Figura 1 - Fig. 1 - Tabela da História da Terra. Fonte: http://www.geopor.pt/imagens/HTerra.JPG

Referências

Pedrinaci, E.; Berjillos, P. (1994). El concepto de tiempo geológico: orienttaciones para su tratamiento en la educación secundária. Enseñanza delas Ciencias de la Tierra, 2 (1) :240-251, Barcelona.

Imagem da Escala de Tempo Geológico: http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.unb.br/ig/glossario/fig/GSAgeotime.gif&imgrefurl=http://www.unb.br/ig/glossario/fig/EscalaTempoGeologico.htm&usg=__cfPOs5e1t8DDiMn68LEaqKoTBI0=&h=1056&w=1454&sz=208&hl=pt-BR&start=16&um=1&tbnid=CfBSEmBO2CnihM:&tbnh=109&tbnw=150&prev=/images%3Fq%3Descala%2Bdo%2Btempo%2Bgeol%25C3%25B3gico%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DN%26um%3D1

Dados adicionais

Autores:  

André Stopa Rankin

Duração:  

de 4 a 6h com pausa para lanche

Nível:  

Ensino Fundamental II

Área:  

geociências

Tema:  

geologia

 
 

O CiênciaMão é um projeto de extensão universitária da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, com apoio da Universidade Federal de São Paulo e das entidades abaixo listadas. É coordenado pelo grupo de pesquisa Interfaces. Constitui-se em um repositório de recursos para a educação em ciências, voltado para educadores em geral. Os itens listados são cadastrados manualmente em um banco de dados, de acordo com diretrizes editoriais da coordenação do projeto.

 

EFLCH
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

 

EACH
Escola de Artes, Ciências e Humanidades

Financiamento e apoio:


UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Copyright © 2006-2013 Universidade de São Paulo - Todos os direitos reservados