Produção de Material Didático

Ângulos Incidentes X Ângulos Refletidos


Referência

Alunos da disciplina Produção de Material Didático (FEP 458)
Licenciatura em Física - IFUSP -- Turma: Noturno/2005

Introdução

Muitas vezes ensinamos conceitos físicos matematizados cuja compreensão depende da fé do aluno. Somos forçados, num dado momento, a postular que os fenômenos acontecem e como acontecem, tudo para satisfazer a matematização.
Velhas frases como: "...imaginem um feixe de luz...", parecem difíceis de serem abstraídas pelo público; jovens!
Uma das leis mais importantes da ótica geométrica é a de que o ângulo de um feixe de luz incidente é igual ao ângulo do feixe refletido. Este trabalho demonstrará esta lei a qual é conhecida como lei de Snell.
A lei de Snell, chamada assim em homenagem ao matemático holandês Willebrord van Roijen Snell, afirma que o produto do índice de refração do primeiro meio e o seno do ângulo de incidência de um raio é igual ao produto do índice de refração do segundo meio e o seno do ângulo de refração.

Materiais

01 espelho plano;
01 apontador/caneta laser;
01 transferidor 360o ou 180o

Montagem

Conforme figura 1 abaixo:


Figura 1

Procedimento

1) Apontar a caneta laser para o espelho, tomando o cuidado de manter o feixe paralelo à superfície na qual o transferidor e o espelho estão apoiados, conforme exemplo da figura 2 abaixo:


Figura 2


2) Verificar que o ângulo de incidência é igual ao refletido;

Roteiro

Questione como funciona um espelho?
Realizando a experiência com o espelho num meio aquoso teríamos o mesmo resultado?
Usando a lei de Snell, sabendo o ângulo de incidência calcule o ângulo de reflexão e compare com o observado experimentalmente.

Conclusões

Como variação desta experiência, utilize 2 espelhos planos colocados um perpendicular ao outro, vide figura 3 abaixo, e demonstre que o feixe refletido é paralelo ao feixe incidente.
Demonstre esta situação através da lei de Snell também.
Para uma melhor visualização dos feixes utilize pó de giz.


Figura 3

Dados adicionais

Elaborado: Marcus Vinicius M. Gama, Jamil A. Garcia, Claudo aerrasco Filho, Rafael Ostronoff

INTERFACES E NÚCLEOS TEMÁTICOS DE ESTUDOS E RECURSOS DA FANTASIA NAS ARTES, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
Copyright © 2006-2015 Universidade de São Paulo - Universidade Federal de São Paulo
Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP
Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da UNIFESP
Todos os direitos reservados

Financiamento e apoio: