Ciência & Ensino

Ensino de Biologia Evolutiva Utilizando a Estrutura Conceitual da Sistemática Filogenética – I

Charles Morphy Dias Santos, Adolfo Ricardo Calor


Introdução

A teoria da evolução é o núcleo da biologia histórica. A idéia de que todos os organismos do planeta (incluindo as espécies extintas e o homem) compartilham um ancestral comum em algum nível hierárquico e que, portanto, estão historicamente conectados, teve um impacto profundo no desenvolvimento da biologia a partir do século XIX. Após os trabalhos de Alfred Wallace e Charles Darwin (os artigos de 1858 e o clássico “Origem das Espécies” de 1859) e especialmente depois da fusão com as novas idéias da genética, da paleontologia e da história natural na primeira metade do século XX, a teoria da evolução transformou-se no paradigma central da biologia, influenciando inúmeras outras áreas do conhecimento humano (Mayr, 2000; Meyer & El-Hani, 2005). Nas palavras de um dos grandes evolucionistas do século XX, Ernst Mayr (2000, p. 56), “a forma como concebemos o mundo e o lugar que ocupamos nele neste início do século XXI difere radicalmente daquela vigente no início do século XIX (...) nenhum biólogo parece ter sido responsável por mais modificações – e por modificações mais drásticas para a visão de mundo de pessoas comuns – que Charles Darwin”.

Links

Artigo Completo

Dados adicionais

Autores: Charles Morphy Dias Santos, Adolfo Ricardo Calor

Volume: 1

Número: 2

Mês: Junho

Ano: 2007

Área: biologia

Tema: evolução

Como Obter

Baixar Download

Ciência & Ensino

INTERFACES E NÚCLEOS TEMÁTICOS DE ESTUDOS E RECURSOS DA FANTASIA NAS ARTES, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
Copyright © 2006-2015 Universidade de São Paulo - Universidade Federal de São Paulo
Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP
Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP
Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas da UNIFESP
Todos os direitos reservados

Financiamento e apoio: